BANCO DE SÊMEN

15 de outubro de 2016

Em muitas situações, os espermatozoides podem ser congelados para posterior utilização e esse processo denomina-se criopreservação. O banco de sêmen mantém espermatozoides congelados em nitrogênio líquido por tempo indeterminado para serem utilizados em inseminações artificiais ou outras técnicas de reprodução assistida.

A criopreservação de espermatozoides pode ser indicada em diferentes situações, principalmente para homens que serão submetidos a procedimentos que podem comprometer a ejaculação e/ou a produção de espermatozoides.

Na quimioterapia, por exemplo, os remédios utilizados podem prejudicar os testículos, acarretando efeitos negativos na produção de espermatozoides. Antes desse tratamento, o paciente pode realizar várias coletas de espermatozoides, que serão criopreservados e utilizados depois para a reprodução, nos casos em que a lesão testicular produzida pela quimioterapia for extensa e produzir azoospermia irreversível. Nesses casos, pode ser realizado um ciclo de inseminação intra-uterina, utilizando espermatozoides criopreservados do banco de sêmen.

INDICAÇÕES PARA PRESERVAÇÃO DO SÊMEN

  • Tratamentos esterilizantes como quimioterapia e radioterapia;
  • Cirurgias de próstata que alteram a ejaculação;
  • Vasectomia;
  • Paraplegia;
  • Ejaculação retrógrada;
  • Riscos ambientais ou profissionais;
  • Oligozoospermia progressiva.
Postado em Especialidades por sacjamm