Saiba por que os brasileiros são os mais ansiosos do mundo

20 de março de 2017

9,3% dos brasileiros sofrem de algum transtorno de ansiedade

O país do Carnaval e do futebol agora também é o país dos ansiosos. Relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre depressão e distúrbios de ansiedade colocou o Brasil no topo da lista de nações com maior percentual de pessoas com algum tipo de transtorno de ansiedade: 9,3%, índice três vezes maior do que a média mundial registrada no documento, baseado em dados de 2015. Mulheres sofrem mais com o problema, seguindo uma tendência mundial, assim como questões socioeconômicas também têm participação nesse cenário. Mas por que o Brasil, tão conhecido lá fora pela alegria e cordialidade de seu povo, é campeão no levantamento global desses distúrbios?

 

Entendendo os principais fatores de risco da ansiedade, pode-se ter uma pista de como o país se tornou um território fértil para esse problema. Como o relatório não apresenta as causas em detalhe, médicos e especialistas apontam hipóteses na tentativa de explicar a desconfortável e preocupante posição do Brasil no ranking, que ainda deixa a nação em quinto lugar no mundo quando o assunto é depressão.

Professor do Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal da UFRGS, Giovanni Abrahão Salum Júnior relembra que desigualdade social, pobreza e traumas na infância são apontados como fatores de risco para transtornos de ansiedade, assim como o estresse — ainda que não necessariamente uma pessoa estressada ou que tenha sido exposta a uma situação estressante vá desenvolver algum transtorno desse tipo.

— Não quer dizer que estresse gere ansiedade ou depressão, mas é importante saber que pessoas vulneráveis a esses transtornos podem reagir pior se submetidas ao que chamamos de fatores estressores — diz.

Condições para adoecer a população desse modo não têm faltado no país, e algumas delas vêm de longa data, como desigualdade social e violência na infância. A atual crise financeira e os índices de violência nas grandes cidades também têm sido considerados na avaliação de especialistas. Esses fatores se refletem na organização e na harmonia das famílias, gerando um ambiente favorável a esses transtornos, como preocupações constantes com a manutenção financeira e o medo frequente de ser vítima de assaltos, por exemplo.

As causas sociais prováveis dos transtornos de ansiedade e depressão são quase consenso e não chegam a ser surpresa para especialistas, apesar de ainda serem negligenciadas. O que psiquiatras e pesquisadores esperam é que os índices apresentados no relatório da OMS sirvam para jogar luz ao tema e motivem ações concretas quanto à saúde mental dos brasileiros.

Fonte: http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/noticia/2017/03/saiba-por-que-os-brasileiros-sao-os-mais-ansiosos-do-mundo-9750651.html

 

Postado em Notícias por Carla Santana | Tags: